Como Fazer A Dieta Da USP

 

 

 

dieta da usp

Como fazer a dieta da USP

Aprenda a fazer esta dieta da USP tão famosa e seque rapidinho os quilinhos a mais que estão te incomodando!

A dieta da USP é uma das mais conhecidas e utilizadas no Brasil desde os anos 90. O nome é uma das coisas que mais chamam a atenção logo de cara para a dieta. Ainda assim, este foi só um nome inovador dado à dieta pelo seu criador para chamar a atenção.

Ela faz sucesso porque é um dos métodos de emagrecimento mais rápidos que se pode encontrar e mostra resultados em pouquíssimo tempo, com um cardápio que consiste basicamente e ovos, presunto e café.

Mas fique atento: apesar de ser eficiente, este não é o método mais saudável a ser incorporado para perder peso a longo prazo. A dieta da USP serve apenas como uma rotina alimentar de emergência para que você possa perder peso de um jeito rápido.

Até porque os quilos perdidos são quase inteiramente constituídos de líquidos. Você não perde quase gordura alguma, o que influencia no reganho deste peso após o final da dieta. O ideal a fazer se o seu objetivo é perder peso de forma regular, gradual e saudável, é procurar um nutricionista e planejar o seu cardápio de reeducação alimentar.

Ainda há alguns efeitos colaterais que podem ocorrer no período em que a dieta está sendo incorporada: você pode sofrer de constipação intestinal, cansaço, fraqueza muscular, alterações no seu ciclo do sono e estresse físico e emocional. Mesmo com todos esses efeitos, ela ainda é muito utilizada se você precisa ter uma perda de peso muito rápida

Como realizar a dieta da USP

A dieta não deve ser seguida por mais de quinze dias. Se prolongada por mais tempo, ela pode gerar complicações no seu organismo como problemas renais e cardíacos, uma vez que é extremamente restritiva e escassa em nutrientes, vitaminas e carboidratos.

Nos primeiros sete dias você segue o cardápio estipulado pela dieta, sempre à risca. Fazer trocas de horários, pular ou acrescentar refeições e adicionar alimentos fora do cardápio só impedirão que o seu objetivo seja concluído.

No jantar do sétimo dia, você tem a permissão de fazer uma pausa e usar este dia especial para comer tudo o que quiser, sem quase nenhuma restrição. Porém, no dia seguinte já volta a seguir o cardápio da dieta.

Algumas dicas antes de apresentar o cardápio:

  • Não substitua os alimentos e não inverta os horários estipulados no cardápio
  • As únicas ervas permitidas no seu cardápio são agrião, alface e chicória
  • Água, café e chá podem ser consumidos à vontade, desde que sem açúcar ou adoçante

 

O cardápio

 

Primeiro dia

Café da manhã: Café preto sem açúcar e sem adoçante

Almoço: dois ovos cozidos (apenas as claras) e ervas.

Jantar: Salada de alface, pepino e salsão

 

Segundo dia

Café da manhã: Café com dois biscoitos cream-cracker

Almoço: um bife grande e salada de frutas (evite banana, manga e abacate)

Jantar: presunto

 

Terceiro dia

Café da manhã: Café com dois biscoitos cream-cracker

Almoço: dois ovos cozidos (apenas as claras), salada de vagem e duas torradas

Jantar: presunto e salada de alface, pepino e salsão

 

Quarto dia

Café da manhã: Café com dois biscoitos cream-cracker

Almoço: um ovo cozido sem gema, uma cenoura e queijo minas à vontade

Jantar: Salada de frutas e iogurte natural

 

Quinto dia

Café da manhã: Café e uma cenoura crua temperada com suco de limão

Almoço: frango grelhado

Jantar: apenas a clara de dois ovos cozidos com uma cenoura

 

 

Sexto dia

Café da manhã: Café com dois biscoitos cream-cracker

Almoço: filé de peixe com tomate

Jantar: dois ovos com uma cenoura

 

Sétimo dia

Café da manhã: Café com limão

Almoço: Bife grelhado e frutas

Jantar: Coma à vontade o que quiser, exceto bebidas alcoólicas e doces

Clique em "Curtir"
Para Acompanhar "DICAS Incríveis" para Sua Saúde!